10 abril, 2007

Atores e suas Atuações Marcantes!!

Muitas vezes vamos ao cinema assistir um filme, e saímos da sessão fascinados com a interpretação de um ator, para determinado personagem. Mas nem todas as vezes conseguimos entender o quão árduo foi pra aquele ator o processo de construção e composição do personagem. Muitas vezes os atores precisam passar por oficinas, mudar aspectos físicos ou até mesmo desenvolver características que nunca imaginaram desenvolver. Na maioria das vezes, essas interpretações são muito bem reconhecidas e quase sempre recompensadas nos principais prêmios de cinema. Selecionei aqui algumas dessas atuações marcantes do cinema. Não selecionei atuações que ficaram marcadas na história do cinema, mas que eu não tenha visto. Todas foram vistas e apreciadas por mim. Aqui vai o Top 10, 5 masculinas e 5 femininas, de algumas das melhores atuações do cinema. Não estão em ordem de preferência, mas sim em ordem cronológica.

Top 5 - Atores



Ben Kingsley, como Mahatma Gandhi em "Gandhi"

Ben Kingsley se dedicou de corpo e alma ao seu personagem, tanto de forma física quanto psicológica. Passou vários mêses na Índia, estudando a fundo sobre a vida de Gandhi. Perdeu peso e aprendeu arduamente a falar Inglês com um sotaque Indiano. Eram necessárias várias horas de maquiagem por dia pra deixar todo seu corpo num tom de pele mais escuro. Ben Kingsley disse em uma entrevista que todo dia, antes das filmagens ele lia alguma citação de Gandhi e parava pra refletir, quando terminava, parecia que tinha encarnado o espírito do mesmo. Resultado: Ganhou o Oscar de Melhor Ator na premiação de 1983.




Anthony Hopkins, como Hannibal Lecter em "O Silêncio dos Inocentes"

Anthony Hopkins precisou passar por duas oficinas distintas. Uma para aprender sobre o comportamente de um Serial Killer, e uma segunda para complementar essa, que era pra entender o comportamento de um Canibal. Ele conversou com vários psicologos, leu diversos livros e o principal. Visitou uma panitenciária e conversou com alguns presos no corredor da morte, diga-se de passagem, arriscando sua pele. Resultado: Ganhou o Oscar de Melhor Ator na premiação de 1992.




Tom Hanks, como Chuck Noland em "Náufrago"

Tom Hanks passou por um dos processos mais árduos de caracterização ja vistos no cinema. Ele teve que perder cerca de mais de 30 kilos para viver seu personagem na segunda parte do filme e dispensou dublês nas cenas de perigo. Foi indicado ao Oscar de Melhor Ator na premiação de 2001.



Russell Crowe, como John Nash em "Uma Mente Brilhante".

Ao interpretar o matemático John Nash, Russell Crowe enfrentou um grande desafio; entrar no mundo da Esquizofrenia. Foram precisos vários meses de convivência com psicologos e pessoas que sofrem da doença para aprender os gestos e manias. Todo o comportamento do matemático tanto nas suas teorias, quanto na doença foi supervisionado por médicos que ficaram impressionados com a realidade imposta por Crowe em sua atuaçao. Indicado ao Oscar de Melhor Ator na premiação de 2002.




Jamie Foxx, como Ray Charles em "Ray".

Cantar nunca foi um problema para Jamie Foxx, mas no mesmo tom que o lendário Ray Charles foi um desafio e tanto. Além de enfrentar várias aulas de canto e aprimoração das cordas vocais, Foxx teve que passar alguns dias andando com vendas nos olhos para encarnar a cegueria do cantor. Devido a esse fato ele se machucou algumas vezes durante as gravações. Ganhou o Oscar de Melhor Ator na premiação de 2005.


Top 5 - Atrizes



Whoopi Goldberg, como Oda Mae Brown em "Ghost"

Ao contrário das próximas atrizes, Whoopi Goldberg não precisou passar por nenhum workshop para entender do comportamento de sua personagem. O talento nato da atriz deu conta do recado perfeitamente. Ela entra nesse top por que devido a sua mais que perfeita atuação, ela conseguiu imortalizar essa personagem, sendo tida até hoje como uma das mais engraçadas do cinema. Ganhou o oscar de Melhor Atriz Coadjuvante na premiação de 1991.



Ellen Burstyn, como Sara Goldfarb em "Réquiem Para Um Sonho"

Na minha opinião, essa é a MELHOR atuação feminina de toda a história de Hollywood. Mais que convincente no papel de uma mulher paranóica, Ellen Burstyn passou pelo mesmo processo árduo de emagrecimento que Tom Hanks. Começa o filme como uma mulher bonita e vigorosa e no final aparece como uma mulher acabada e doente. O processo de degradação da personagem chega a nos deixar com ânsias por parecer tão real. A atriz também precisou enfrentar horas de maquiagem para que sua aparência fosse ainda mais cadavérica. Recomendo a todos que assistam a esse filme que vale acima de tudo por essa perfeita atuação. Até hoje não me conformo com o Oscar dado para Julia Roberts, sendo que ela estava concorrendo com a Ellen Burstyn nessa atuação magnífica pra ficar na história. Indicada ao Oscar de Melhor Atriz na premiação de 2001.



Nicole Kidman, como Virgina Woolf em "As Horas".

Com a atuação mais elogiada de sua carreira, Nicole Kidman gravou definitivamente seu nome na calçada da fama. Uma atuação complexa que precisou de muito esforço da atriz. Nicole levou um longo tempo pra compôr os traços psicologicos de sua personagem. Dispensou sua dublê na cena inicial em que Virginia Woolf se suicida em um lago. Usou uma incômoda prótese nasal diariamente para que isso a deixasse menos bonita e desse uma aparência de uma mulher desligada quando o assunto é beleza. E vamos combinar que deixar Nicole Kidman feia, é uma tarefa complicada. Ganhou o Oscar de Melhor Atriz na premiação de 2003.



Charlize Theron, como Aileen Wuornos em "Monster".

Sem dúvida alguma um dos Oscar mais merecidos que já teve. Com uma caracterização perfeita e quase inigualável, Charlize Theron conseguiu encarnar maestralmente a Serial Killer e primeira mulher americana a ser condenada à pena de morte. Ao vermos um documentário com a verdadeira Aileen, realmente chegamos a nos confundir entre a verdadeira e a intérprete. Charlize conseguiu através de vídeos, copiar com perfeição todos os trejeitos da assassina além de ter que engordar alguns quilos para compôr a personagem. Ganhou o Oscar de Melhor Atriz na premiação de 2004.




Helen Mirren, como A Rainha em "A Rainha".

A última da lista, é também a mais recente nas premiações. Helen Mirren foi a responsável no ano passado e nos primeiros meses desse ano pela maior quantidade de elogios que uma atriz pode receber, e também de prêmios. Ganhava simplesmente todos os prêmios a que era indicada. Mas também não era pra menos, ela concebeu uma belíssima interpretação de uma figura clássica da história. A caracterização tanto física quanto comportamental produzia um efeito hipnotizante em quem via, devido a extrema semelhança. Merecidamente ganhou o Oscar de Melhor Atriz na premiação de 2007.

Postado por Leonardo Pereira

Links to this post:

Criar um link

<< Home