12 setembro, 2008

Raio - X dos Cinéfilos: Blindness

Somos cegos que enxergam?

Por Rodrigo Mathias

Ensaio sobre a cegueira é um dos livros mais importantes e relevantes da atualidade. O famoso livro escrito pelo português José Saramago, já ganhou diversos prêmios, como o Nobel da Literatura. O livro foi escrito em 1995 e já faz parte da literatura requisitada na maioria das universidades e de algumas escolas, tanto pelo seu contexto, como pela estética de sua linguagem. O livro em si é simplesmente um dos melhores que li, mas afirmo que a linguagem de Saramago é uma das mais diferentes. O autor não divide falas por estrofe e sim por virgulas, ou seja, só sabemos que é outra fala através da letra maíscula. Além disso, Saramago não autorizou a tradução do livro para português "brasileiro", como podemos perceber por nesse trecho:


"O medo cega, disse a rapariga dos óculos escuros, São palavras certas, já éramos cegos no momento em que cegámos, o medo nos cegou, o medo nos fará continuar cegos, Quem está a falar, perguntou o médico, Um cego, respondeu a voz, só um cego, é o que temos aqui. Então perguntou o velho da venda preta, Quantos cegos serão precisos para fazer uma cegueira. Ninguém lhe soube responder."



José Saramago, gênio das letras


O livro tem um tema pouco comum, seria sobre uma epidemia que começa a ser transmitida a todos do mundo. Essa epidemia é a "cegueira branca" que faz com que todas as pessoas infectadas comecem a ficarem cegos, a diferença é que as pessoas conseguem enxergar tudo branco, como se estivessem mergulhados num mar de leite. Após essa epidemia começar a ser transmitida com mais intensidade, o Governo toma a atitude de colocar as pessoas cegas em quarentena. Começando dai, a intenção do livro demonstra como é essa convivência dos cegos, com presença de apenas uma mulher que consegue ver. Cada página nos mostra o valor e a essência da vida, além da humanidade e a falsidade dos seres humanos.

O fato é que por sua complexidade, o livro é quase impossível de se adaptar, e mesmo assim quiseram comprar os direitos. Demorou-se muito para iniciar o processo de adaptação, e Saramago estava esperando ansiosamente. Fernando Meirelles, antes mesmo de se transformar um astro, tentou ser o diretor, mas Saramago preferiu aguardar. Depois de muito tempo na gaveta, Saramago ligou para a produtora falando se queriam realmente que ele visse o filme, que apressassem o processo. Ele nem imaginara que o projeto iria parar nas mãos daquele mesmo Fernando Meirelles, depois de dois filmes de peso e com uma maturidade muito maior para se dedicar ao projeto.



Fernando Meirelles

Fernando Meirelles, diretor de deixar os olhos dos brasileiros brilhando de orgulho, foi o único diretor brasileiro a ter um filme indicado a mais de duas categorias no Oscar, Cidade de Deus que é um dos melhores filmes da atualidade. Cidade de Deus foi indicado a 4 Oscar's (Edição, Fotografia, Roteiro Adaptado e Direção). Em consequência fez o inesquecivel O Jardineiro Fiel, que não deixa a desejar nem um pouco. Indicado a Roteiro Adaptado, Edição, Trilha e ganhando o Oscar de Atriz Coadjuvante. Meirelles diz sempre sonhar com dirigir Ensaio sobre a Cegueira e amanhã veremos com mais detalhes como foi o filme.

Com produção vindas do Japão, do Canadá e do Brasil, o filme começou as contratações. Começando pelo grande peso da atriz Julianne Moore (As Horas) que interpretará a Mulher que consegue enxergar, a esposa do médico. Mark Ruffalo (Zodíaco) foi outro ator de peso contratado, que interpretará o Médico. Meirelles havia pensado em Daniel Craig (o 007), mas devido ao conflito da agenda, a negociação não deu certo. A brasileira Alice Braga (Eu sou a Lenda) não ficou de fora e será a Rapariga dos Óculos Escuros, Danny Glover (Dreamgirls) será o Velho da Venda Preta, Gael Garcia Bernal (Babel) será o Rei da Camarata 3 e por ai vai. O filme foi rodado em Toronto, no Canadá, em São Paulo e Osasco no Brasil e Montevidéu no Uruguai. Meirelles comentava em seu blog, que o filme havia ficado extenso demais (quase 3 horas) e teria que começar o processo de cortes, com muita preocupação de determinadas cenas. Depois de algum tempo, começaram as exibições que foram extremamente mal recebidas por causa das cenas de estupro. Meirelles resolveu cortar ainda mais o filme e deixá-lo com 120 minutos ,versão final. Ainda, ele diz que teve muito em idéia transpor famosas obras de artes para cenas do filme, idéia que não me parece ruim. O filme estréia amanhã no Brasil, e parece ser uma das melhores opções do final de semana. Não perca.


Mark Ruffalo - Médico que perde a visão
Julianne Moore - Esposa do médico
Yusuke Isseya - Primeiro cego
Yoshino Kimura - Mulher do primeiro cego
Gael García Bernal - Rei da Camarata 3
Danny Glover - Velho da venda preta
Alice Braga - Mulher com os óculos escuros
Sandra Oh- Ministra da saúde


Trillha Sonora por Marco Antônio Guimarães
Fotografia por César Charlone
Edição por Daniel Rezende

"Por que foi que cegámos, Não sei, talvez um dia se chegue a conhecer a razão, Queres que te diga o que penso, Diz, Penso que não cegámos, penso que estamos cegos, Cegos que vêem, Cegos que, vendo, não vêem"

Marcadores: , , , , , , ,

Links to this post:

Criar um link

<< Home