19 dezembro, 2006

Críticas !

Bem , primeiramente gostaria de agradecer a todos que puderam conferir nosso blog em sua reestréia, e agora, como sempre não podemos parar! E para começar a seção de críticas de dois filmes que entraram no circuito nacional essa semana.


007 - Cassino Royale

Dirigido por Martin Campbell. Com: Daniel Craig, Eva Green, Jeffrey Wright, Giancarlo Giannini, Mads Mikkelsen, Isaach De Bankolé, Jesper Christensen, Ivana Milicevik, Caterina Murino, Judi Dench, Sebastien Foucan.




Quando o novato Daniel Craig foi contratado para encarnar o novo Bond, houve muita polêmica e muitas desaprovações. Como será que pode existir um Bond loiro e de olhos azuis? Praticamente impossível, mas ocorreu e acaba de estrear no cinema mais próximo de sua casa o 21º filme dos 007.
Sim, eles simplesmente resolveram apagar tudo feito até hoje e criar um Bond despreparado e novato, quase sendo promovido a um agente "00". O filme, em seu começo é preto e branco e depois se desenvolve colorido. Acredito que uma dos grandes feitos do filme é seu roteiro (elaborado principalmente por Paul Haggis) que faz com que o filme tenha seu próprio glamour, sendo completamente diferente aos outros em relação à complexidade da trama desenvolvida, aos amores do ainda inesperiente Bond e uma pitada quase no ponto de realismo. Sim, continuam com o mesmo defeito que sempre desaprovo nesse tipo de filme, cenas com
excesso (mesmo sendo pouco) de coisas realmente impossíveis. Tiros de dezenas de pessoas não acertam o protagonista e essa parafernália. Mas em relação ao desenvolvimento do filme, ficamos sem reagir de tão bom e complexo que é, tendo um final em parte inteligente e inesperado. Cenas de ação bem feitas e o clima tenso do jogo de pôquer são um belo exemplo de que o filme é muito bem feito. A trilha de David Arnold consegue acompanhar a trama com uma certa beleza e a fotografia se destaca. Em relação ao elenco contamos com um ótimo e cômico Daniel Craig, com uma linda e expressiva Eva Green e com Mads Mikkelsen atuando como um dos melhores vilões da série. Com certeza é um filme inovador e extremamente bom levando em conta um Bond mais humanizado e é movido muito mais com sangue frio do que com as bugigangas que os outros usavam. Assim, espero que Daniel Craig continue dizendo "Meu nome é Bond, James Bond" por um bom tempo.

Nota:

Por Água Abaixo
Dirigido por David Bowers, Sam Fell. Com as vozes de Hugh Jackman, Kate Winslet, Bill Nighy, Jean Reno, Ian McKellen, Andy Serkis, Shane Richie.

Esse filmezinho conta a história sobre um ratinho que é domesticado, até que é empurrado para o esgoto e tem uma jornada a fazer até voltar ao seu lar. Realmente, esse filme não tem nada de inovador em relação a animações, nem inova em seu roteiro cheio de furos e completamente mal feito. O filme começa bem, desenvolve-se de uma forma muito ruim e acaba de uma forma pior ainda. O protagonista sofre por coisas realmente bestas, sendo já vistas milhares de vezes antes em outros filmes. Uma das poucas idéias engraçadas do filme é a jogado do gritinho da lesma e as canções feitas pela mesma. Por isso tudo, podemos ver como é fazer um filme só para ter graça e não ter contexto. Agora chego à conclusão de que 2006 foi um dos piores anos para animações, com o mediano Happy Feet, com o ótimo Carros e com o regular Por Água Abaixo. Espero que essa indústria tão lucrativa volte a produzir filmes com eficiência e inteligência.

Nota:

Críticas por Rodrigo Mathias da Equipe Díário de Dois Cinéfilos.

Links to this post:

Criar um link

<< Home